Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Somos todos normais, até termos filhos!

Aquele que já foi o Blogue da Mafalda | Por Ana Fagundes Lourenço

Somos todos normais, até termos filhos!

Aquele que já foi o Blogue da Mafalda | Por Ana Fagundes Lourenço

Salles & Salles: Uma forma de amar

18.10.19, Ana Fagundes Lourenço
Hoje quero falar de um canal do Youtube que conheci através da minha irmã: Chama-se Salles & Salles e as protagonistas são a (fantástica) Adriana e a Dona Nair. A Dona Nair sofre de alzheimer há alguns anos e a filha faz vídeos sobre os mais variados temas para estimular a mente da mãe. E como o faz? Dizendo as coisas mais estapafúrdias para ver como a senhora reage.  É um canal muito divertido e que nos ensina que existem muitas formas de amar e cuidar. Vejam:    

Está bem encaminhada, sim Senhor!

13.05.19, Ana Fagundes Lourenço
Não é novidade que a Mafalda usa o telemóvel para ver vídeos no Youtube. Nós abrimos a aplicação e o resto é com ela, dentro do que é apropriado à idade claro. Pois bem, a minha filha descobriu uma canção nova e já decorou a letra. Agora é um tal cantarolar, e eu sinto-me aliviada porque esta veia religiosa da minha filha é capaz de nos salvar do inferno. Cá vai ela:    

Tecnologia - Sim ou Não?

27.08.18, Ana Fagundes Lourenço
É uma das questões mais debatidas pelas mães: Devemos fomentar a relação entre os nossos filhos e a tecnologia, ou é preferível deixá-los na ignorância o maior número de anos possível? Cá em casa temos uma Mafalda que está super à vontade com o Youtube. A nossa função é abrir a aplicação, o resto é com ela: Vê a Masha e o Urso em russo, ouve músicas nas mais variadas línguas e esgota os dados móveis em pouco tempo. Se estou orgulhosa do número de horas que a (...)

Sim, a maternidade leva-nos tudo

19.09.17, Ana Fagundes Lourenço
Assim que engravidamos perdemos a identidade. Deixamos de ter nome e passamos a chamar-nos "Mamã". As amigas deixam de querer saber como estamos e passam, apenas, a perguntar pelo "bebé". Durante a gravidez olham somente para a barriga e esquecem que temos...uma cara. Enfim, penso que qualquer mãe entende aquilo que quero dizer. Depois da gravidez, nasce a cria, o rebento, o herdeiro, whatever. E continuamos a ser apenas "mamã" ou "a mãe de fulano". E a nossa vida passa a girar à (...)