Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Somos todos normais, até termos filhos!

Aquele que já foi o Blogue da Mafalda | Por Ana Fagundes Lourenço

Somos todos normais, até termos filhos!

Aquele que já foi o Blogue da Mafalda | Por Ana Fagundes Lourenço

Sobre a dignidade das mulheres

Ainda temos um longo caminho a percorrer

28.02.20, Ana Fagundes Lourenço

Vi uma publicação no Facebook da Pipoca, sobre o vídeo em que o Wuant e a Owhana anunciam o fim da relação. Sinceramente vivo bem sem essa informação, mas houve um ligeiro detalhe que me saltou à vista: O total desrespeito pela miúda.
Para quem não conhece os jovens mencionados, só posso dizer que são youtubers com uma considerável legião de fãs. Parece que em tempos foram um casal sensação do youtube, mas que o amor encardido terminou.
Resumindo os cerca de 7 minutos do vídeo, o homem diz que não houve zanga, mas que precisa de experimentar outras coisas, que é como quem diz outras meninas. Que foram o primeiro um do outro, chegando mesmo a utilizar um vocabulário muito pouco apropriado, tendo em conta o seu público, e que não quer partir para um casamento e descendência sem chafurdar outra qualquer. E tudo bem, cada um pensa o que quiser, é uma das maravilhas das democracias liberais! O problema aqui é que ao lado deste palerma está uma jovem visivelmente transtornada, triste com a separação, a ser humilhada por aquele que um dia deve ter dito que a amava. A miúda chega ao ponto de falar e receber como resposta um flato. Sim, um flato.
E isso não é aceitável. Por mais que me esforce, não consigo perceber o que leva uma rapariga a sujeitar-se àquilo. A aturar um bronco daqueles. A fingir que concorda com as palavras dele. O que a leva a gravar um vídeo em que um gajo diz que já pensa em dar-lhe com os pés há dois anos. Dois anos, senhores!
A mensagem que o agora ex-casal passa naquele vídeo é que não há problema nenhum em descartar uma rapariga, mesmo que com a promessa de um dia voltarem. A conversa de "isto não é um fim" é o velho discurso de quem vai tentar comer tudo o que tiver sinais vitais e depois de apanhar umas quantas DST's vai pedir para voltar. E nesse dia, espero que a Owhana perceba que este pontapé no rabo foi a melhor coisa que lhe aconteceu.

Olha a Mafalda com a mania que é espertalhona

10.02.20, Ana Fagundes Lourenço

Depois de tomar o pequeno-almoço, a Mafalda revelou ter um dói-dói na barriga.

Tocámos, massajámos e sempre a doer. Pedi-lhe que voltasse a dizer se a mazela continuava por ali. Confirmou. Achei que seria demasiado rebuscado simular uma dor de barriga só para ficar em casa, até porque a Mafalda gosta de estar no colégio.
Uma pessoa tem obrigações profissionais, mas filho é filho, por isso perguntei se se sentiria melhor se ficasse em casa comigo.

"Sim, vamos à piscina!" - Foi a resposta da criança.

Resultado: Foi para o colégio, para aprender a não ser espertalhona.

Dia das Amigas 2020

06.02.20, Ana Fagundes Lourenço

Celebramos hoje nos Açores o Dia das Amigas.Depois do trabalho, vou a correr para o colégio para poder lanchar com aquela que me recebe sempre com um sorriso, que faz com que tudo valha a pena e que torna o meu mundo mais feliz: A minha Mafalda!

Feliz dia das Amigas para todas!

Começar bem o dia - 1ª Consulta de Medicina Dentária

03.02.20, Ana Fagundes Lourenço

Hoje o dia começou com uma ida à dentista.

As consultas de Medicina Dentária estão incluídas no Plano Regional de Saúde dos Açores, por isso o acto médico decorreu na Unidade de Saúde de Ilha.

A minha Mafalda tem um amor algo esquisito a pessoas de bata branca, por isso adorou a experiência. 

O veredicto: Dentição Completa Sem Cáries. Consulta daqui a 6 meses.

 

IMG_20200203_090352.png

 

 

Agradeço às colaboradoras do Serviço de Medicina Dentária. A vossa disponibilidade e amabilidade contribuíram sobremaneira para que a Mafalda se sentisse confortável.